Menu

As várias formas do amor

Às vésperas do Dia dos Namorados, as marcas começam a se agitar para uma das datas comerciais mais importantes do ano. Algumas adotam os discursos “de sempre”, outras inovam na abordagem. O Boticário, recentemente, causou polêmica com um vídeo (belíssimo, de um bom gosto impressionante), que simples e elegantemente, mostra casais de todos os tipos compartilhando presentes e, principalmente, o amor. Confira e tire suas próprias conclusões.

Essa atitude gerou antipatia de algumas pessoas (uma senhora chegou a fazer uma denúncia no Reclame Aqui! Ainda bem que teve gente para “reclamar” que propaganda tinha era que ter mais amor ainda 😉 ) e a revolta de grupos religiosos, que se posicionaram contra a propaganda e chegaram a propor um boicote à marca (sério, gente? É para tanto?). O Boticário, contudo, respondeu à altura e se manteve firme em seu posicionamento.

Mais do que o comércio e o posicionamento das marcas no Dia dos Namorados, estes acontecimentos nos levam a refletir sobre a tolerância e o preconceito. Felizmente, o Boticário não está sozinho nessa luta: há algum tempo, outras marcas vem adotando um discurso mais inclusivo em suas campanhas.

Quando pensamos em amor, no que você pensa?

Costumo pensar em demonstrações de carinho, não necessariamente em flores, bombons ou um conto de fadas estilo “branca de neve”, mas sim coisas simples que as vezes costumam dar mais certo do que tudo isso. Atitudes inesperadas atraem não só o olhar da pessoa a ser homenageada, mas também todos os olhares ao redor. 

Fonte- Ad Council

Love has no labels. Fonte- Ad Council

E para você, o amor tem alguma limitação? Cor, etnia ou orientação sexual? 

Pensando nessas perguntas a ONG americana Ad Council (Conselho de Aceitação da Diversidade) trouxe a campanha “Love has no Labels” (“O amor não tem rótulos”) para expor que, no amor, não importa a cor da sua pele, sua etnia, religião ou orientação sexual; que somos todos iguais por dentro.

Quando foi

A campanha foi publicada na primeira semana de março de 2015 e teve uma grande repercussão, com mais de 40.000.000 visualizações, mostrando os vários lados do amor.

A campanha consistia em uma espécie de raio-X que expõe, ao vivo, alguns esqueletos em diversas demonstrações de afeto. Com a aparição desses “esqueletos” é causado no público algumas reações inesperadas e maravilhosas.  Alguns demonstram curiosidade nas suas feições e, logo em seguida, ficavam surpresos com o que viam sair de trás do painel.

A campanha apresentou argumentos para sustentar seus pontos de vista, durante as aparições como: “Love has no race” (“O amor não tem raça”), “Love has no disability” (“O amor não tem deficiência”), “love has no age” ( “ O amor não tem idade”), dentre outras formas de amar.

Confira o vídeo da campanha e veja o amor inclusivo com seus próprios olhos 😉

Outras Campanhas

Juntamente com a ONG Peace One Day, a AXE  desenvolveu uma campanha intitulada “Faça Amor não faça Guerra” para divulgar seu novo desodorante.

(Fonte- Site 180minutos, sem fotografo)

(Fonte- Site 180minutos, sem fotografo)

A campanha mostrava vários cenários de guerra, em que vemos explosões e bombardeios mas, no final, esse cenário muda mostrando que o que eles queriam era  apenas demonstrar a forma como amavam suas companheiras. Então, além de promover a marca que seria lançada, a campanha trouxe também uma conscientização sobre a arte do amor e da guerra.

No fim das contas, o que é que fica?

A campanha apresenta um lado positivo da humanidade. Para mim, o ato de mostrar que é possível amar mesmo de formas ou pessoas diferentes já se torna a maior demonstração de carinho.

Independente da forma como é sentido, o amor não tem uma fórmula exata: para ser demonstrado basta ser sentido, seja por alguém com a cor da pele diferente, sexos diferentes ou por alguém do mesmo sexo.   A  campanha “Love has no Labels” quis mostrar que as diferenças precisam ser vistas e aceitas, assim como a campanha Dia dos Namorados do Boticário.

Agora, conta pra gente o que você acha sobre a campanha. Você se sente ou sentiu que já foi amadx, se já demonstraram para você de alguma forma especial…? E você, tem alguma forma expressar seu amor? Diga-nos o que achou dessa campanha e qual a sua forma de amar!

Deixe uma resposta